Camila e Eliel: curta metragem do casório

Gente! Enfim, o vídeo do meu casório ficou pronto! Valeu a espera! Amei! Guilherme Frejah, obrigada pelo trabalho maravilhoso! Ficamos muito satisfeitos. Além desse, tem o longa com 25 minutos, que ficou mais perfeito ainda! Mas pra conferir este tem que vir me visitar! rsrs

Anúncios

Quando Harry Deixou Hogwarts

Nunca prestei muita atenção nos bônus dos DVDs, com comentários sobre os filmes. Mas, depois de ver no Filmow os comentários sobre esse documentário de Morgan Matthews, incluído no último DVD da série de filmes do Harry Potter, não resisti!

Talvez alguns pensem que Harry Potter é muito infantil ou que foi uma modinha adolescente… Mesmo não tendo que me justificar, pois não é necessário, digo que, primeiramente, quando eu comecei a ler o primeiro livro, ainda nem era famoso o suficiente para ter sido apenas uma influência. Segundo, eu cresci lendo e assistindo Harry Potter,  aguardando ansiosa pelos lançamentos dos livros e filmes. O que no início era um pouco infantil, foi amadurecendo, ao mesmo tempo que eu. Os próprios atores tinha a mesma idade que eu tinha!

Assistir a esse documentário foi emocionante! Foi como uma despedida de algo que fez parte de uns bons anos da minha adolescência. Fiquei pensando: ainda não tenho os livros (por incrível que pareça), mas vou comprar! Quando os meus filhos estiverem com 10 anos e vierem me perguntar se na nossa casa tem algum livro legal pra eles lerem, vou entregar “A pedra filosofal” pra eles.

Mas, ainda mais interessante foi o outro bônus do DVD: “As mulheres de Harry Potter”. O depoimento de J. K. Rowling sobre as mulheres presentes nos livros da série, sobre como essas personagens foram tão cuidadosamente elaboradas e como cada detalhe do livro tem um significado maior. Coisas sobre as quais eu nunca havia pensado, fizeram sentido no exato momento em que ela comentou o que quis dizer com aquilo.

Fiquei pensando em como um autor se envolve e dá vida aos seus personagens! É interessante quando ela diz que achou engraçado certo momento do livro em que alguém faz tal coisa, porque foi ela  quem criou aquilo, mas, para ela é como se os próprios personagens determinassem suas ações! Acho isso incrível! É uma das coisas que mais me encanta na literatura e que aumenta ainda mais a minha vontade de escrever meu próprio livro. Vejo autores falando sobre aqueles momentos de inspiração em que fica praticamente impossível não escrever e as palavras surgem tão rápido que é como se alguém estivesse narrando a história e o autor tem apenas a responsabilidade de transcrever!

Espero que um dia eu tenha inspiração e criatividade suficientes para criar uma história envolvente. Sou modesta o suficiente para não esperar que a minha história tenha sucesso com a de Rowling! Mas quem sabe eu consigo prender alguém à leitura como ela fez comigo durante alguns anos!?

O homem do futuro

Sábado eu consegui convencer o Eliel de assistir ao filme “O homem do futuro” comigo no cinema. Ele tem um incrível preconceito por filmes nacionais (justificável, até certo ponto), por isso a tarefa de convencê-lo é tão árdua! E o melhor: ele admitiu que gostou depois. Eu achei o filme muito bom. Uma comédia romântica com a cara (e a música) dos jovens brasileiros de 20 anos atrás, que mistura “De volta para o futuro” com “Efeito Borboleta” (o meu filme preferido!). Parece confuso, mas o diretor Cláudio Torres conseguiu um excelente trabalho com todas essas ideias misturadas. Nem preciso dizer que o Wagner Moura está ótimo e a Aline Moraes linda né!

Acho que o cinema brasileiro está tomando uma nova cara. Antes, se não houvesse muita gente fazendo sexo, ou falando sobre isso, certamente o filme não era brasileiro. Depois passaram a ter a marca registrada das favelas, do tráfico de drogas ou das penitenciárias (mais o sexo, é lógico). De uns tempos pra  cá, as histórias, apesar de mais previsíveis e americanizadas, estão mais leves e envolventes! Não tenho preconceito nenhum em copiar o que dá certo e apreciar o que outras culturas trazem pra gente!

Mas não é sobre isso que eu vim falar aqui hoje. Afinal eu não sou nenhuma crítica de cinema e não quero ninguém discutindo comigo sobre “valorizar a cultura brasileira” e “não se deixar influenciar pela cultura consumista dos EUA”!

A ideia dos post é falar sobre o tempo! Acho que todo mundo já pensou que se pudesse voltar no tempo faria muitas coisas diferentes. Teoricamente, se você sabe quais ações geram quais consequências, você pode manipular a trajetória da sua história não é!? Mas o que a gente não sabe é qual a consequência das novas ações tomadas. Portanto o futuro continua incerto!

Além disso, imagine quão enfadonha seria a sua vida se nada te surpreendesse! Para as coisas ruins você estaria preparado (talvez até sofresse por antecipação), mas também seria privado daquelas surpresas boas, aquele friozinho na barriga ao encontrar um pessoa especial, a festa surpresa de aniversário, os elogios inesperados do namorado… E aquelas besteiras que a gente faz, que acabaram tendo alguma coisa boa, alguma experiência ou só motivos para rir depois?

Isso é a vida! Deus fez assim! Se Ele quisesse que soubéssemos de tudo antes de acontecer ele programaria o nosso cérebro para ter um giro, uma área cortical, responsável pela previsão das nossas ações. Isso seria fácil pra Ele fazer!

Por que estou falando escrevendo tudo isso? Porque quando nos arrependemos de alguma decisão que tomamos (ou não), sempre pensamos: se eu tivesse feito diferente… as coisas estariam de tal jeito. Mas não tem como dizer como estaria. Não vale a pena perder tempo se lamentando. É melhor pensar como a vida está e o que fazer com ela desse jeito!

Ufa! Desabafei! rsrs

Um pouco de arte

Achei este vídeo agora de manhã no Casa de Nós 2 e não vejo motivos para não compartilhar, já que eu gostei tanto!

A animação é de Ryan J Woodward, professor de animação do Departamento de Artes Visuais da Brigham Young University. Ele já participou da produção de muitos filmes como Space Jam (lembra aquele que misturava desenhos com artistas de verdade, que o Michael Jordan participou?), Homem-aranha 2 e 3, O homem de ferro 2 e Cowboys X Aliens, que está no cinema atualmente (e apesar de muito mentiroso, é bom).

Bem, é isso… O vídeo é delicado, romântico, a música é linda… Gostei!